- 14 de outubro de 2018

Intergeracionalidade

0

Na onda tsunâmica do Facebook que arrasta milhões de jovens para as “redes sociais”, a questão é saber até que ponto os novos VIPPES entrarão também na onda? Mas em que onda?

acessa1Qualquer criança ou jovem que saiba o que é um computador conhece o Facebook. É uma onda que só não cresce mais porque a classe etária das crianças e jovens diminui a cada dia.

Não há como esconder esse fato. O Facebook está em franco processo de retração para o pessoal que até outro dia era dominante como usuário da mais formidável e ativa rede de comunicação pessoal no planeta.

Quem disse que no Brasil, há uma retração de usuários infantis e jovens?

O IBGE em sua Projeção da População do Brasil por Sexo e Idade 2000/2060 – Revisão 2013 apresenta os seguintes dados para algumas idades escolhidas aleatoriamente:

Idade

2000

2014

2020

2030

2050

2060

4 anos

3.451.343

3.066.763

2.832.055

2.528.238

2.045.754

1.824.125

6 anos

3.449.907

3.155.988

2.902.521

2.583.252

2.122.219

1.863.550

9 anos

3.464.515

3.293.107

3.020.179

2.669.546

2.174.167

1.926.410

12 anos

3.483.735

3.422.283

3.151.634

2.760.600

2.249.784

1.994.420

14 anos

3.573.396

3.432.556

3.242.984

2.826.324

2.297.156

2.042.874

total

17.422.896

16.370.697 15.149.373 13.367.960 10.889.080

9.651.379

Assim, se todas essas crianças e adolescentes fossem navegadores na internet, o Facebook perderia até 2060, quase 8 milhões de seguidores (só nessas cinco classes de idade). Vai perder? A única ação possível para evitar queda na navegação será a substituição etária. Não existe alternativa. Os VIPPES terão que estar nas redes sociais.

Será que essa onda vai pegar?

Poderá dar certo, mas como será essa onda?

VIPPES usarão o Facebook da mesma maneira que as crianças e adolescentes? Irão curtir, admirar e compartilhar vídeos com gatos que brincam com papel higiênico?  Detalharão cada pergunta que o médico fez para saber como anda a vida sexual depois dos 90?

Afinal, como poderá ser o comportamento “social” dos VIPPES nas redes sociais?

Para que a substituição etária se realize com êxito é necessário antes de tudo que a informática seja pensada para VIPPES. Que as novidades eletrônicas sejam direcionadas para eles.

Há muito a pesquisar, avaliar e trabalhar para que o Facebook não se torne outro ORKUT da vida. Que morreu, acabou para sempre.

Wolfgang K. L.

Compartilhe.

Leave A Reply