- 18 de outubro de 2018

Esportes radicais

0

Quem andou de bicicleta na infância e na juventude não precisa tornar esse prazer apenas uma lembrança do passado. Já existe um equipamento apropriado para a manutenção de um lazer ou esporte que também é um exercício formidável para garantir a mobilidade. A fonte é a REATECH – Feira Internacional de Tecnologia de Reabilitação, Inclusão e Acessibilidade.

• Vemex: paraciclismo em evidência

Foto: DivulgaçãoA VEMEX® lança na REATECH 2015 a handbike Bólido SX1, um equipamento apropriado para a prática do paraciclismo. Com quadro em alumínio de qualidade aeronáutica e protetor de coroa em fibra de carbono, a handbike Bólido SX1 apresenta baixo peso além de componentes Shimano de alta performance.

A alegria de continuar a viver com as emoções do ciclismo seria completa se esse equipamento fosse acessível para todas as classes sociais.

É lógico que há poucos modelos disponíveis porque o número potencial de compradores é reduzido. Se, entretanto, novos modelos mais econômicos forem produzidos, milhares de novos usuários seriam formados porque o ciclismo nunca foi exclusividade das classes mais abastadas e até pelo contrário, foi e ainda é um dos meios de transporte mais populares do planeta.

Também não devemos esquecer que os esportes radicais sempre tiveram expoentes originários da população menos abastada.

Com certeza, o paraciclismo poderá ser um dos esportes mais praticados nas décadas vindouras, mas é preciso que os projetos de novos modelos comecem a ser trabalhados agora.

G. Hansen Jr.

Compartilhe.

Comments are closed.