- 15 de dezembro de 2017

Tecnologia etária

0

Foto: ReproduçãoComprovação da importância da nova tecnologia etária pode ser observada em um seminário internacional que brindou o Rio de Janeiro no mês de junho (2).

Essencial considerar que os participantes que se apresentaram são pesquisadores que vivenciam intensamente as necessidades das pessoas mais velhas.

Irlandeses e brasileiros criaram em 2014 um grupo de trabalho específico para o estudo e desenvolvimento de Tecnologias Amigas dos Idosos (VIPPES) e agora trazem alguns resultados de sua atividade. A organização do seminário foi resultado de uma parceria Cepe e ILC-BR (Centro Internacional de Longevidade-Brasil). Participação de pesquisadoras do Dundalk Institute of Technology da Irlanda e da Universidade Federal do Rio de Janeiro. Moderação do Dr. Alexandre Kalache, o maior expert brasileiro e mundial no tema envelhecimento populacional.

Segue o programa oficial realizado no Seminário Internacional:

SEMINÁRIO INTERNACIONAL SOBRE TECNOLOGIAS AMIGAS DO IDOSO – EVENTO PARCERIA CEPE E ILC-BR

Na história humana inovações tecnológicas sempre alteraram a forma como as pessoas viveram e trabalharam. Isso não será diferente no futuro, mas essas mudanças são mais rápidas e mais influentes do que nunca. A rápida evolução e disseminação de tecnologias de informação e comunicação (ICT) é, possivelmente, o desenvolvimento mais notável, que, por sua vez, facilitou a disseminação de inovações em outras áreas.

O envelhecimento da população é um poderoso motor de inovação tecnológica e a tecnologia está mudando o que significa ser uma pessoa mais velha. Oportunidades estão aumentando, por exemplo, na área de saúde, participação social e força de trabalho. Ao mesmo tempo, desfrutar os benefícios deste mundo conectado em todas as idades requer níveis mais altos do que nunca e uma renovação constante das competências para permanecer atualizado.

Data: 2 de junho, terça-feira, de 9:30 às 12:15

Local: Auditório do Cepe à Av. Padre Leonel Franca, 248, Gávea – Rio de Janeiro

Programação:

9:30 Abertura (Alexandre Kalache, Presidente do ILC-BR e Thelma Rezende, coordenadora geral do Cepe)

9:40 Apresentação 1: Building strong communities for an ageing population (Lucia Carragher, Dundalk Institute of Technology)

10:00 Apresentação 2: Enabling healthy ageing through ICT (Julie Doyle, Dundalk Institute of Technology)

10:20 Apresentação 3: Technology to improve quality of life of older adults – examples and lessons learned (Joanne Finnegan, Dundalk Institute of Technology)

10:40 Healthy food break

11:10 Apresentação 4: Computerized Cognitive Training for Older Adults (Rogério Panizzutti, UFRJ)

11:30 Food for thought: could low-tech solutions improve urban mobility? (ILC-BR)

11:45 Debate (moderação: Alexandre Kalache, ILC-BR)

12:15 Encerramento


Fonte:
BREVIDADES ILC – Informativo do Centro Internacional de Longevidade Brasil (International Longevity Centre Brazil – ILC-BR) – uma usina de ideias com impacto nas políticas públicas para o envelhecimento populacional

Iniciativas desse porte colocam o Brasil na esteira das nações que já convivem com o fenômeno social inédito do envelhecimento populacional. Estamos muito atrasados no conhecimento e nas providências para que essa nova fase demográfica já em andamento não se torne o cenário de um caos nas próximas décadas. Estudos e experiências nos países europeus são imprescindíveis para transformar o envelhecimento populacional na maior oportunidade de negócios no Brasil.

G. Hansen Jr.

Compartilhe.

Comments are closed.